Jejum intermitente: entenda como funciona

Nos últimos anos, quem procura cultivar um estilo de vida saudável encontrou no jejum para emagrecer uma forma de alcançar resultados surpreendentes quando o objetivo é perder peso.

Embora tenha promovido muitos benefícios, trata-se de uma dieta alimentar que desperta desconfiança e provoca polêmicas.

Por isso, no artigo de hoje você vai entender as características desse tipo de dieta e qual a importância do acompanhamento profissional para prevenir complicações e proteger a sua saúde. Boa leitura!

O que é o jejum intermitente e quando ele é indicado?

O jejum intermitente é um tipo de dieta alimentar na qual períodos de jejum são intercalados aos períodos de alimentação, visando ao emagrecimento.

Isso é possível porque, para fazer com que o corpo utilize as reservas de gordura como fonte de energia, o jejum intermitente utiliza princípios da própria fisiologia do nosso organismo.

Entenda um pouco melhor a fisiologia da alimentação

Durante uma refeição, assim que os alimentos começam a ser digeridos, a insulina dá início ao processo de captação da energia obtida a partir da quebra dos nutrientes, absorvendo as moléculas de glicose para dentro das células.

Em seguida, a energia, que não é capturada inicialmente, passa a ser estocada pelo organismo na forma de glicogênio ou de gordura, para ser utilizada posteriormente. Quando o estoque é maior que o consumo, temos o processo de aumento de peso.

O intervalo maior entre as refeições proposto pelo jejum intermitente faz com que o nosso corpo passe a utilizar a energia estocada para que possa funcionar adequadamente.

Assim, a gordura corporal é eliminada e o ponteiro da balança começa a baixar. Mas esse não é o único benefício do jejum intermitente para a saúde. Existem outros benefícios significativos, como mostraremos agora.

Conheça os benefícios do jejum intermitente

Quando é realizado de maneira correta e sob a adequada supervisão médica, o jejum intermitente ajuda a melhorar a concentração e aumenta a disposição para realizar as tarefas do dia a dia.

Graças aos estímulos para utilização das reservas de gordura do organismo, o jejum intermitente colabora para o equilíbrio hormonal, especialmente dos hormônios insulina e glucagon, além de ajudar a manter as taxas de glicemia dentro do normal.

Entretanto, por se tratar de uma dieta restritiva, o jejum intermitente é indicado em casos específicos, de modo a garantir o emagrecimento saudável e a preservação da saúde.

Saiba quando e para quem o jejum intermitente é indicado

A princípio, o jejum intermitente é indicado para homens e mulheres adultos acima do peso e que não praticam atividades físicas intensas – nesses casos o organismo precisa de mais energia, o que pode até demandar suplementação alimentar.

Aquelas pessoas que já perderam bastante peso e querem eliminar as últimas reservas de gordura também podem se beneficiar do jejum intermitente, desde que possam passar pelos períodos em jejum sem oferecer riscos para o organismo.

Grávidas, lactantes, crianças e adolescentes não devem adotar o jejum intermitente como dieta para perda de peso. No caso das crianças e adolescentes, essa restrição é extremamente válida, pois trata-se de indivíduos em pleno desenvolvimento, que precisam de uma alimentação rica e balanceada para crescer com saúde.

Além desses grupos, pessoas que possuem diabetes, hipertensão e hipotireoidismo, dentre outras doenças crônicas, também devem evitar a técnica.

Entenda, agora, como o jejum intermitente deve ser realizado e quais são os principais cuidados para que a dieta alcance os resultados pretendidos sem prejudicar a saúde.

Como o jejum para emagrecer deve ser realizado?

O jejum intermitente pode ser realizado diariamente ou em dias alternados, durante um período que pode variar entre dez e vinte e quatro horas, dependendo de cada caso.

Durante esse tempo, apenas líquidos sem caloria devem ser ingeridos, tais como água, água com gás e café ou chá (sem açúcar).

Um tipo bastante comum de jejum intermitente é aquele no qual a pessoa passa 12 horas sem se alimentar, sendo que é possível incluir nessas horas o tempo de sono à noite.

No tempo fora do jejum – chamado de janela de alimentação – o ideal é dar preferência para legumes, frutas, verduras, cereais integrais e proteínas magras. Além disso, é preciso seguir alguns cuidados importantes.

Conheça os cuidados importantes durante o jejum intermitente

É importante evitar massas e cereais refinados, doces, alimentos gordurosos ou com excesso de conservantes, além de refrigerantes e bebida alcoólica.

O principal cuidado é manter o foco na dieta e evitar querer compensar a privação do período de jejum comendo maior quantidade de alimentos.

Para seguir todos os cuidados necessários e realizar o jejum intermitente de maneira correta, aproveitando todos os seus benefícios para o emagrecimento e preservando a saúde, o acompanhamento profissional é fundamental, como você vai entender agora.

Qual a importância do acompanhamento profissional?

Como todo processo de reeducação alimentar, o jejum intermitente deve ser feito com a orientação de profissionais especializados em nutrição e fisiologia, tais como endocrinologistas, nutrólogos e nutricionistas.

O endocrinologista e o nutrólogo são médicos com especialização nas áreas da endocrinologia e da nutrição, respectivamente. Além da prescrição do plano alimentar, eles podem solicitar os exames necessários para o acompanhamento dos pacientes, bem como indicar o uso de medicamentos.

Já o nutricionista é o profissional especializado no processo de nutrição, com conhecimento aprofundado sobre os alimentos e a forma como cada nutriente atua no organismo.

Esse cuidado é muito importante para evitar que o organismo sofra com complicações graves, tais como a desidratação, os quadros de desnutrição (dos mais brandos até os mais severos), os episódios de hipoglicemia, os quadros de fraqueza muscular, e a desorientação ou confusão mental, dentre outros problemas de saúde.

Além disso, com o acompanhamento profissional adequado, é possível estabelecer um plano alimentar personalizado, atendendo as necessidades específicas de cada pessoa e garantindo o aporte de todos os grupos de nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo.

Agora que você já sabe o que é jejum intermitente e quais são os cuidados necessários para seguir essa dieta, fica mais fácil optar por um estilo de vida saudável.

Você tem alguma dúvida sobre como o jejum para emagrecer pode te ajudar a entrar em forma? Quer saber mais sobre emagrecimento saudável, reeducação alimentar e controle do peso corporal? Deixe sua pergunta nos comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This