Veja como combater o (grande!) estresse do cotidiano com a medicina natural

O dia a dia corrido, cheio de decisões a tomar, com compromissos diversos e trânsito pesado está presente na vida de milhões de brasileiros, que ficam estressados com todo esse caos. O que eles, muitas vezes, não sabem é que a medicina natural pode ajudar a aliviar a tensão.

O estresse é chamado de mal do século XXI. Tanto que a Organização Mundial da Saúde (OMS) relata que 33% da população sofre de ansiedade. Dados trazidos pela Revista Época indicam que 75,3 mil trabalhadores brasileiros foram afastados de sua função devido à depressão.

Essa doença, bem como a ansiedade, é causada, entre outros motivos, pelo estresse. Mais especificamente sobre esse mal, 70% da população ativa brasileira sofre com ele no trabalho, segundo uma pesquisa do International Stress Management Association (ISMA), divulgado pela Associação Comercial, Industrial e Prestação de Serviços de João Monlevade (Acimon).

É aí que a medicina pode ajudar. Para mostrar como combater esse estresse no cotidiano, vamos mostrar os impactos desse mal no dia a dia e o que fazer para usar os remédios naturais a seu favor. Vamos lá?

O que é o estresse?

Esse distúrbio é caracterizado por diversas reações fisiológicas que acometem o organismo em grande intensidade e de modo exagerado, o que ocasiona um desequilíbrio. Apesar de ser prejudicial quando em excesso, essa atitude biológica é natural como forma de o indivíduo se adaptar às mudanças.

Existem dois tipos de estresse. O agudo ocorre durante um intervalo de tempo menor, mas é mais intenso. Ele aparece, geralmente, quando a pessoa passa por uma situação traumática temporária. Já o crônico impacta todas as pessoas e é constante, mas é mais suave.

Algumas das causas do estresse são:

  • baixa resistência à frustração;

  • alto senso de competitividade;

  • grande resistência a ameaças, gerando um comportamento de afastamento;

  • baixa autoestima;

  • pouco tempo, o que impacta a organização da rotina;

  • alto nível de ansiedade.

Por sua vez, ele pode causar diversos efeitos ao organismo, entre eles:

  • respiração e batimento cardíaco acelerados;

  • suores, especialmente nas mãos;

  • tonturas e tremores;

  • boca seca;

  • sensação de nó na garganta e voz presa;

  • vontade de urinar frequentemente;

  • alterações no sono e na pele;

  • pressão alta;

  • dificuldade de concentração.

O que a falta de controle do estresse ocasiona?

O organismo que é submetido a um período de tempo muito longo de estresse acaba tendo diversos prejuízos. Por estar constantemente desequilibrado, podem surgir doenças e distúrbios físicos e psicológicos.

Um dos problemas é a queda da imunidade, que facilita o surgimento de doenças infecciosas, como herpes e gripe. Além disso, o indivíduo pode sofrer com:

  • síndrome do cólon irritável, que é o descontrole intestinal;

  • síndrome metabólica, que gera o aumento de peso, pressão alta e diabetes;

  • úlcera no estômago, entre outros problemas nesse órgão;

  • unhas quebradiças e queda de cabelo acentuada;

  • insônia;

  • transtornos alimentares;

  • depressão.

Como combater o estresse com a medicina natural?

Esse ramo da saúde foca a saúde dos seres humanos ao entenderem que o corpo e a mente estão conectados e interligam-se também a outros aspectos da vida, como a alimentação, o estresse e os hábitos diários.

Por suas características, atua com a cura, mas especialmente com a prevenção, evitando o surgimento de doenças e distúrbios. A ideia é cuidar de todo o indivíduo, não somente de uma parte dele.

Existem diversas terapias e remédios naturais que podem ser utilizados para combater o estresse. Confira alguns deles:

Aromaterapia

A ideia, aqui, é usar óleos de algumas plantas para tratar os desequilíbrios emocionais. É bem interessante para tratar o estresse, porque atua diretamente no efeito psicológico que ele causa e usa os aromas para trazer efeitos positivos. Também pode ser usada para o tratamento de dores.

Infusões

Essa prática pode ser adotada com as folhas da laranja amarga, manjericão e melissa. A primeira planta tem ação antiespasmódica e tranquilizante, aliviando a tensão muscular e deixando a pessoa levemente sedada.

As folhas de manjericão melhoram a performance do organismo, fazendo com que ele tenha um bom desempenho físico, mental e de trabalho. Com isso, há uma proteção natural contra o estresse.

Já a melissa tem função calmante e ajuda a evitar os distúrbios do sono e controla o nível de estresse. Nesse caso, você pode optar por colocar uma colher de melissa por xícara na água e deixar ferver por 15 minutos. Beba até 4 xícaras por dia.

As folhas de laranja amarga são indicadas no limite de 3 xícaras por dia. Basta ferver 2 folhas para cada xícara de água. No caso do manjericão, é só colocar 5 gramas de folhas em um copo de água.

Homeopatia

Essa alternativa natural busca reequilibrar a energia do indivíduo. Por isso, o homeopata busca conhecer o histórico do paciente, seus padrões de reação, hábitos de vida e comportamentos mentais.

A partir disso é recomendado o tratamento específico para aquela situação. Pode-se usar diversas ferramentas da medicina e é comum haver a medicação homeopática. O profissional também recomenda melhorias no estilo de vida, alimentação e realização de exercícios físicos.

O objetivo é que a pessoa melhore toda a sua vida e comece a controlar o estresse naturalmente, sem depender de medicamentos ansiolíticos.

Reiki

Essa palavra significa energia vital universal. Isso significa que o método reiki mentaliza símbolos e mantras para melhorar as condições psicológicas e físicas de quem estiver sendo tratado. O paciente sai da sessão totalmente relaxado e começa seu processo de cura.

Ioga

A meditação é uma das maneiras mais indicadas para realinhar a mente ao organismo, fazendo com que o bem-estar psicológico se reflita no físico. Há outros benefícios também, como a melhor qualidade do sono, o reajuste postural e a amenização de problemas de memória e circulatórios.

Como você pôde perceber, existem diversas técnicas naturais que podem ser adotadas para combater o estresse. O mais importante, no entanto, é seguir o tratamento e ficar centrado, evitando que as situações rotineiras impactem negativamente o seu cotidiano.

Agora que você já sabe que pode usar das práticas da medicina natural para melhorar o estresse, que tal conhecer outros assuntos relevantes para a sua saúde? É só assinar a nossa newsletter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This