Não sabe como tratar estrias? Nós te ajudamos!

 

Se você tem cicatrizes brancas ou avermelhadas na pele já deve ter se perguntado como tratar estrias. O distúrbio é muito comum, especialmente em grávidas e pessoas que passaram por aumento de peso ou de massa muscular, e não representam nenhum problema médico significativo. Em geral, o maior desconforto é causado por motivos estéticos.

As estrias são pequenas e médias lesões da pele, em formato de linhas que se desenvolvem mais habitualmente nos seios, coxas, abdômen, quadris, costas e nádegas. Elas ocorrem devido ao rápido crescimento e ganho de peso e também por fatores hormonais.

Continue a leitura e saiba mais sobre as causas, tratamentos e formas de evitar as estrias!

Quais são as principais causas das estrias?

A pele é o maior órgão do corpo humano e fundamental para a proteção do organismo. Ela é capaz de esticar e escolher de acordo com o crescimento, pois apresenta propriedades elásticas. No entanto, existe um limite para essa flexibilidade.

Distensões rápidas e exageradas provocam lesões na pele, que são conhecidas como estrias. As fibras, quando esticadas continuamente, sofrem traumatismos que provocam cicatrizes. As principais causas para isso são:

  • aumento de peso: costuma causar estrias no quadril e no abdômen;

  • gravidez: em geral, provoca estrias nos seios, no abdômen e nos ombros;

  • aumento de massa muscular: causa cicatrizes geralmente nos ombros.

Como tratar estrias?

O tratamento para estrias deve variar de acordo com a cor da marca. As vermelhas e roxas têm esse tom devido ao rompimento dos capilares sanguíneos e são mais simples de serem tratadas, pois a capacidade de regeneração da região é alta.

Já as brancas não recebem a correta irrigação sanguínea no local, o que indica que a capacidade de regeneração da pele nesse ponto é pequena. Há diversas formas de tratar o problema nesse caso, como o uso de radiofrequência, laser fracionado e ácido retinoico. Veja mais detalhes de cada um deles:

Radiofrequência

O equipamento de radiofrequência dispara ondas capazes de atingir e aquecer a camada mais profunda da pele. Com isso, há a redução e aumento das fibras de colágeno, reorganizando os tecidos de sustentação e a atenuação das bordas das estrias.

Ácido retinoico

Ajuda a aliviar o problema, mas deve ser usado precocemente. Esse ácido ajuda a reconstruir o colágeno da pele e torna as estrias menos evidentes. No entanto, o tratamento não é eficaz contra marcas antigas, e o paciente não deve se expor ao sol durante o uso. Além disso, é contraindicado na gravidez.

Laser

O laser estimula o crescimento de colágeno e elastina. É mais eficiente quando as estrias são vermelhas, mas ainda pode ter algum efeito nas marcas mais antigas. Por apresentar bons resultados, é muito utilizado por dermatologistas.

O que fazer para evitá-las?

A melhor forma de evitar as estrias é esfoliando a pele e hidratando bem o local. A esfoliação, aumenta a circulação sanguínea, estimula a derme e permite sua regeneração, deixando as marcas mais finas, menores e baixas.

Além disso, beber água com frequência para se manter hidratado, evitar ganhos de peso e praticar exercícios físicos regularmente também são dicas importantes. 

Apesar de não existir uma forma de evitar completamente o problema, é importante saber que existem diversas formas de como tratar estrias. A tecnologia tem ajudado muito nesse quesito, pois apresenta soluções efetivas e confiáveis, oferecendo cada vez menos riscos à saúde.

Outra opção são os cremes hidratantes de qualidade, que ajudam a prevenir estrias, além de proporcionarem bem-estar. Acesse o nosso site e confira as opções!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This