Saiba agora qual é a importância da vitamina D!

Manter os cuidados com a saúde é muito importante para garantir qualidade de vida e longevidade. Nos últimos anos, cientistas se dedicaram a explicar a importância da vitamina D para o organismo. Com isso, também ficaram claros os prejuízos dos baixos níveis no organismo.

A vitamina D está relacionada à absorção do cálcio e atua na prevenção de muitas doenças. Sua deficiência no corpo nem sempre é percebida, o que pode acarretar problemas de saúde permanentes. Vamos tirar algumas das suas dúvidas sobre a vitamina D a seguir. Confira!

O que é vitamina D?

A vitamina D é um hormônio produzido pelo organismo humano, quando entra em contato com o sol, mais precisamente a radiação ultravioleta B. Apesar de a exposição aos raios solares ser perigosa para a pele, alguns minutos diários são importantes para garantir bons níveis de vitamina D.

As vitaminas são nutrientes que participam das reações químicas corporais e são essenciais. Já os hormônios, são produzidos pelo organismo, com função reguladora. Eles são transportados pelo sangue, como é o caso da vitamina D.

Por que ela é importante?

Você já ouviu falar que tomar sol é bom para os ossos? A afirmação procede e está relacionada com o hormônio. A vitamina D é necessária para a absorção do cálcio e do fósforo, que fortalecem os ossos e dentes. O hormônio também é importante para a atividade cerebral e a estrutura muscular. 

Também deve ser destacada a importância da vitamina D para a prevenção de doenças. Como está relacionada às funções vitais do organismo, doses bem equilibradas no sangue são fundamentais para manter o corpo saudável. 

Onde encontrar a vitamina D?

A principal fonte de vitamina D é o sol. Aproximadamente 20 minutos de exposição diária, de preferência antes das 10h, são suficientes para garantir a produção adequada. Contudo, é preciso que você não esteja utilizando protetor solar e que braços e pernas sejam expostos também. 

Alguns alimentos também podem ser fontes de vitamina D complementares. São eles: ovos, leite, fígado de boi, peixes gordurosos e cogumelos. A recomendação é de 200 UI/dia para adultos (5 mcg). Para grávidas a quantidade indicada é o dobro.

Quais são os riscos da baixa dosagem de vitamina D no sangue?

Quantidades inadequadas do hormônio no sangue estão relacionadas a problemas no crescimento das crianças e na formação do sistema ósseo. Nos adultos, torna os ossos frágeis e favorece fraturas. 

Dentre as doenças associadas à falta de vitamina D, merecem destaque a osteomalácia — os ossos ficam moles e deformados —, intolerância à glicose, câncer, obesidade, Alzheimer, depressão e disfunções da pressão arterial.

Quais são os sinais de que a vitamina D está baixa?

Como a vitamina D é responsável também pelo sistema imunológico, infecções frequentes podem ser um alerta para a carência. Outros sinais são fadiga, dor nos ossos ou musculares, queda de cabelo e cicatrização mais difícil.

Para saber se os níveis estão normais, é feito um exame de sangue. A carência de vitamina D só pode ser diagnosticada pelo médico, que orientará sobre como proceder. O excesso dela também é tóxico, por isso nunca se deve tomar suplementos vitamínicos por conta própria.

Agora, que você já conhece a importância da vitamina D para o seu corpo, a dica para estar sempre saudável é ter a rotina equilibrada. Mantenha uma alimentação nutritiva e saia um pouco ao sol todos os dias. Caso perceba algum dos sinais da falta de vitamina D, converse com seu médico, ou procure um farmacêutico. 

A falta do hormônio também está diretamente relacionada à fadiga e o cansaço. Então, veja como a vitamina D pode ajudar a vencer a indisposição

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This