Saiba qual a diferença entre dermocosméticos e cosméticos

Se você, como tantas outras pessoas, está sempre cuidando da saúde, do bem-estar e da aparência, certamente possui vários produtos em casa. Além disso, provavelmente busca manter-se sempre informada sobre o assunto. Mas, você sabe a diferença entre dermocosméticos e cosméticos?

Como o mercado da beleza está sempre em expansão, é normal que surjam cada vez mais opções e, com isso, mais dúvidas. Neste post, esclareceremos o que é cada um desses produtos e para que são utilizados. Então, não deixe de acompanhar!

Qual a diferença entre dermocosméticos e cosméticos?

Essa é a dúvida de muitas pessoas no que se refere a produtos para pele. Aparentemente são bastante similares, porém, têm ações bem distintas. Além disso, uma das diferenças é a respeito do registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária — ANVISA. Os dermocosméticos são registrados na escala 2, devendo, portanto, ter sua segurança e eficácia comprovadas, o que não ocorre com os cosméticos.

Cosméticos

Cosméticos são produtos utilizados para proporcionar a higiene pessoal, a beleza e a saúde — hidratar, limpar, perfumar. Apesar de promover efeito imediato, as ações são superficiais.

Ou seja, não conseguem alterar estruturas ou tratar patologias mesmo quando usados por um período longo. Dessa forma, não possuem nenhum princípio ativo que elimine o agente responsável por algum problema. São exemplos de cosméticos: perfumes, maquiagens, sabonetes, hidratantes, xampus, esmaltes.

Dermocosméticos

Por sua vez, os dermocosméticos trazem ativos farmacológicos em sua composição. Tais substâncias apresentam atividade terapêutica. Assim, são utilizados em diversos tratamentos dermatológicos, pois têm a capacidade de penetrar nas camadas mais profundas da pele, atuando diretamente na causa do problema.

Desse modo, agem de dentro para fora, produzindo modificações fisiológicas na pele. São considerados produtos intermediários entre cosméticos e medicamentos. Por esse motivo, devem possuir eficácia e segurança comprovadas cientificamente. Alguns exemplos de dermocosméticos são produtos para tratar celulite, acne, rugas, manchas, oleosidade, cicatrizes.

Cosmético ou dermocosmético: qual escolher?

A sua escolha deve se basear em sua necessidade, pois cada produto é útil em determinado momento. Como já foi dito, os cosméticos dão um resultado imediato, ideais para disfarçar olheiras, esconder manchas ou melhorar o aspecto da pele antes da aplicação da maquiagem.

Se o que você deseja é prevenir ou tratar o problema (manchas de acne, amenizar rugas e linhas de expressão), utilize dermocosméticos e você verá ótimos resultados a longo prazo. Use ambos os produtos como aliados para potencializar os efeitos e realçar sua beleza.

Onde encontrar esses produtos?

Tanto os dermocosméticos quanto os cosméticos são vendidos livremente em perfumarias, drogarias e lojas especializadas. Não é preciso receita médica, no entanto, têm melhor efeito quando indicados por algum profissional. Para esses casos, o indicado é um dermatologista. Assim, ele conseguirá averiguar quais as suas reais necessidades e indicará os melhores produtos para seu desejo ou problema de acordo com seu tipo de pele.

Enfim, de maneira geral, a diferença entre dermocosméticos e cosméticos é sua forma de atuação. Enquanto este serve para alterar a aparência momentaneamente e tem efeitos imediatos, aquele apresenta resultados a longo prazo, prevenindo e eliminando problema na pele.

Se você gostou deste post, assine agora mesmo a nossa newsletter. Somente assim você não perderá nenhuma de nossas atualizações!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8 − quatro =