8-dicas-para-comer-menos-durante-a-noite.jpeg

8 dicas para comer menos durante a noite

 

Uma das grandes dificuldades de pessoas que passam pelo processo de reeducação alimentar e emagrecimento é o impulso de comer durante a noite. É claro que ninguém precisa passar fome durante esse período, aliás, essa prática não é recomendada. Porém, é preciso manter uma rotina saudável e evitar exageros, deixando para trás aqueles costumeiros assaltos à geladeira.

Pensando nisso, preparamos uma lista com 8 dicas para comer menos durante a noite. Continue a leitura e prepare-se para ter hábitos mais saudáveis, além de conquistar uma melhor qualidade do sono.

1. Alimente-se bem durante o dia

Quando nos alimentamos bem durante o dia, oferecemos ao nosso organismo toda a energia e nutrientes que ele precisa para manter-se bem, por isso, é possível sentir menos fome durante o período noturno.

Mesmo que o seu cotidiano esteja corrido, não abra mão das refeições mais importantes do dia. Invista em um bom café da manhã, em um almoço saudável, lanche da tarde e em um jantar leve, porém nutritivo.

Dê preferências aos alimentos naturais, como frutas, verduras, legumes e grãos integrais, que fornecem vitaminas e nutrientes essenciais para a saúde, além de promover a sensação de saciedade.

2. Coma devagar

Comer muito rápido é um dos hábitos de alimentação mais prejudiciais à saúde. Quando fazemos isso, não damos tempo para o nosso organismo compreender a saciedade, o que nos leva a comer porções maiores do que seria o necessário.

A mastigação também é uma importante etapa do processo de digestão. Quanto mais triturado o alimento chegar ao estômago, mas fácil será digeri-lo. Além disso, a saliva que liberamos ao mastigar os alimentos possui uma enzima chamada amilase, que auxilia o corpo a digerir os carboidratos.

Durante as refeições, evite distrações, como assistir televisão ou mexer no celular, procure prestar atenção nas suas garfadas e na sua mastigação. Coma devagar e leve apenas pequenas porções à boca, sempre triturando muito bem o alimento antes de engoli-lo.

Além de evitar o consumo exagerado de comida, esse hábito torna as refeições muito mais prazerosas e benéficas. Experimente adotar essa prática hoje mesmo!

3. Evite ficar em jejum por longos períodos

Passar longos períodos sem comer é a realidade de muitas pessoas, principalmente daquelas que trabalham, mas essa prática pode favorecer o ganho de peso e até mesmo prejudicar a saúde.

Quando uma pessoa permanece por mais de quatro horas sem ingerir qualquer tipo de alimento, tende a ficar com muita fome e, consequentemente, comer em grandes porções quando tem a oportunidade. Geralmente, isso acontece no período noturno, após o dia de trabalho, o que acaba causando mal-estar, indigestão e dificuldade para dormir.

Para evitar esse tipo de problema, o mais indicado é não permanecer por longos períodos em jejum. Tenha sempre uma fruta ou um snack saudável em mãos e mantenha uma rotina de alimentação adequada.

4. Beba bastante água durante o dia

É muito importante manter o organismo equilibrado, para tanto, manter a hidratação do corpo é de extrema importância para que essa harmonização aconteça. Leve uma garrafinha de água na bolsa e beba pelo menos dois litros do líquido por dia. Você também pode optar por água de coco ou suco natural de frutas.

Vale lembrar que a sede é um sintoma de que o corpo está começando a ficar desidratado, portanto, não devemos esperar que ela apareça para beber água.

5. Cuide do seu emocional

Muitas vezes, a compulsão alimentar e o aumento de peso podem estar relacionados a problemas emocionais, como ansiedade, estresse e depressão. Por isso, é preciso prestar atenção nos seus hábitos alimentares e questionar-se sobre o seu estado emocional.

Será que você come durante a noite por fome ou faz da comida uma válvula de escape para questões afetivas? Neste ponto, atividades relaxantes e que proporcionam bem-estar podem ajudar a controlar a vontade de comer durante a noite.

Pratique atividades físicas, ouça músicas relaxantes, faça exercícios de respiração como yoga e leia um bom livro. Se estiver com dificuldades para lidar com as suas emoções, não exite em buscar a ajuda de um profissional.

6. Evite ingerir alimentos gordurosos e estimulantes à noite

Durante a noite, alimentos considerados estimulantes, como café, chá preto, chá mate e refrigerantes de cola, não são recomendados, pois podem prejudicar a qualidade do sono e, com isso, estimular o consumo indevido de alimentos durante a madrugada.

Além disso, alimentos gordurosos e carboidratos simples, como açúcares e farinha branca, também não são recomendados. Esse tipo de alimento exige muita energia do organismo durante o processo de digestão, podendo causar desconforto e, claro, contribui para sua balança aumentar.

Para o jantar, prefira alimentos leves e de fácil digestão, como saladas, queijos magros, iogurtes desnatados, nozes, banana, atum e tomate. Esse tipo de refeição é bastante nutritiva, o que ajuda a eliminar a fome que bate antes de dormir.

Experimente também trocar o tradicional cafezinho por um xícara de chá de camomila, que possui ação calmante e promove o bem-estar para uma boa noite de descanso. Além de ser relaxante, a bebida pode matar a vontade de comer doces logo após o jantar.

7. Escove os dentes após o jantar

Escove os dentes assim que finalizar a última refeição do dia, que, geralmente, é o jantar. Esse hábito afasta a vontade de comer novamente, pois tende a alterar o sabor da comida.

8. Não tente ficar sem comer durante a noite

Com o objetivo de emagrecer, muitas pessoas tentam ficar sem comer durante a noite. Além de não funcionar, essa prática é bastante perigosa. A alimentação noturna é essencial para manter a nossa saúde e não deve ser cortada do nosso cotidiano.

Você não precisa passar fome para emagrecer, apenas busque o equilíbrio e adote uma dieta saudável. Desta forma, você elimina peso de maneira natural e evita o temido efeito sanfona.

Agora que você já sabe como evitar os exageros de comer durante a noite, aproveite as nossas dicas para adotar hábitos mais saudáveis. Leia também o nosso artigo sobre psicologia do emagrecimento, que traz 6 dicas para você alcançar os seus objetivos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This