Beleza

Ácido Glicólico X Ácido Mandélico 

Você provavelmente já ouviu falar desses dois ativos: Ácido Glicólico e Ácido Mandélico  

Mas o que você realmente precisar saber é quais são as indicações de uso, finalidades e recomendações. No conteúdo de hoje, você entenderá sobre cada um deles e como adicioná-los à sua rotina de cuidados, de acordo com a necessidade da sua pele.

Ácido Glicólico 

O ácido glicólico é bem conhecido na indústria da beleza por sua capacidade de esfoliar e rejuvenescer a pele. Além de ser encontrado em cremes, loções e peelings químicos, também pode ser usado no controle da pele seca, da hiperqueratose folicular e de outras patologias relacionadas à alterações na renovação celular. 

É utilizado principalmente no tratamento das peles envelhecidas e acneicas, no tratamento de áreas hiperpigmentadas, além de promover uma maior permeabilidade da pele. 

Quais são seus Benefícios? 

  • Ajuda a reduzir os poros entupidos e o acúmulo de células mortas da pele;
  • Melhorar a produção de colágeno, o que ajuda a reduzir a aparência de rugas e linhas finas
  • Pode ajudar a uniformizar o tom da pele e reduzir o aparecimento de manchas escuras e hiperpigmentação. 

Ácido Mandélico

O Ácido Mandélico é um ativo poderoso no combate a rugas e linhas de expressão ele é derivado de amêndoas amargas. Na ciência, é conhecido como um alfa hidroxiácido (AHA), que age como um peeling químico não irritante ao melhorar a textura da pele. 

Quem já pesquisou sobre tratamento contra rugas, linhas de expressão e ácido para peles sensíveis, já ouviu falar sobre o ácido mandélico, ele possui ação hidratante, clareadora, antibacteriana e fungicida e seu uso é indicado para peles sensíveis e acneicas. 

É uma substância atóxica. Por ser menos irritativo que os outros ácidos e principalmente, por não reagir ao sol o ácido mandélico é uma excelente opção para quem precisa tratar a pele durante todo o ano, principalmente no verão. Além disso, os efeitos são percebidos rapidamente e duram bastante tempo.

Quais são seus Benefícios? 

Na acne, o ácido mandélico age durante o processo infeccioso, combatendo as bactérias e prevenindo a formação de novas, além de trabalhar na cicatrização, colaborando com o tratamento de eventuais sequelas. 

No caso da hiperpigmentação, o produto atua na inibição da síntese da melanina e na melanina já depositada na superfície da epiderme, ajudando a promover uma eficaz remoção dos pigmentos. 

  • Auxilia no tratamento de estrias;
  • Uniformizar o tom e a textura da pele; 
  • Hidrata profundamente a pele, de modo suave; 
  • Clarear manchas escuras solares, pós-inflamatórias e hormonais; 
  • Renova as células porque elimina as células mortas; 
  • Combate cravos e espinhas, melhorando a uniformidade da pele; 
  • Retardar os sinais de envelhecimento, como rugas e linhas de expressão. 

É importante saber que você não pode misturar ácidos por conta própria pois podem causar reações e até mesmo queimaduras e manchas na sua pele. Também não é recomendado que você use ácidos e esfoliantes físicos, pois ambos têm o papel de remover a camada superficial da pele e por isso podem causar lesões ou sensibilidade.   

Em todos os casos, sempre tire suas dúvidas com um profissional da área de saúde antes de tomar qualquer decisão, combinado? 

Agora que você já sabe tudo sobre Ácido Glicólico e Ácido Mandélico , que tal experimentar os seus benefícios com um cupom de 20% OFF para você em  nossa loja virtual? É só digitar BLOG20 no carrinho de compras e aproveitar o desconto.  

👉 Clique aqui para comprar pelo WhatsApp.

👉 Clique aqui para comprar pelo Site.

Autor: Jacqueline Norberta da Silva, farmacêutica clínica.
Belo Horizonte, 14 de Abril de 2023.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 15 =